BC da Rússia mantém taxa de juros por preocupação com inflação

sexta-feira, 11 de setembro de 2015 11:51 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia deixou inalterada sua principal taxa de juros nesta sexta-feira, como esperado, colocando por enquanto as preocupações com a inflação alta antes da desaceleração da economia.

O banco manteve os juros em 11 por cento, após cinco cortes seguidos neste ano que reduziram a taxa em 6 pontos percentuais após uma alta de emergência para 17 por cento em dezembro passado.

O BC afirmou em comunicado que a inflação e as expectativas de inflação estavam mostrando uma clara tendência de alta e que a depreciação do rublo continuará a pressionar os preços nos próximos meses.

Analistas esperavam a manutenção após queda do rublo nas últimas semanas que ameaça reaquecer a inflação.

O BC disse que no início de setembro a inflação estava em 15,8 por cento, inalterada ante agosto e contra 15,6 por cento em julho.

"A depreciação do rublo fez com que os preços de uma série de bens e serviços acelerassem, o que foi o motivo para expectativas elevadas de inflação, com a indexação em julho de tarifas de serviços públicos", disse o banco.

Entretanto, também afirmou que a inflação deve desacelerar consideravelmente no início de 2016, caindo para cerca de 7 por cento até setembro de 2016.

(Reportagem de Jason Bush, Alexander Winning, Lidia Kelly, Katya Golubkova, Denis Pinchuk, Andrey Kuzmin e Polina Devitt)