Alemanha só dividirá risco bancário se responsabilidade também for dividida

sábado, 12 de setembro de 2015 11:08 BRT
 

Por Francesco Guarascio e Jan Strupczewski

LUXEMBURGO (Reuters) - A Alemanha deixou claro que concorda em dividir mais riscos bancários apenas se os governos estiverem dispostos a dividir mais responsabilidades, em um encontro de ministros das Finanças da União Europeia neste sábado.

Os ministros discutiam um plano de depósitos de garantias, uma ideia apoiada pela Comissão Europeia. O vice-presidente da Comissão, Valdis Dombrovskis, disse que quer avançar na direção de um seguro para depósito e um esquema de resseguro até outubro.

A garantia seria o terceiro e final elemento da união de bancos da UE. Mas a Alemanha se opõe à ideia, temendo que os fundos que construiu para proteger seus poupadores sejam usados para dar garantias a países europeus menos prudentes.

Em um relatório preparado para o encontro em Luxemburgo, Berlim disse que, antes de introduzir tal esquema, os outros dois elementos da união – um único supervisor para os bancos da zona do euro e um único mecanismo regulatório – devem ser totalmente implantados e testados.

A Alemanha também propôs um esquema para a restruturação da dívida soberana e mudanças nas leis atuais e que exigem modificação no tratado da própria UE, um processo lento e arriscado.