Governo recriará CPMF com alíquota de 0,20% para reduzir déficit da Previdência

segunda-feira, 14 de setembro de 2015 19:07 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou nesta segunda-feira que o governo recriará a CPMF, imposto que incide sobre operações financeiras, com alíquota de 0,20 por cento e redução do IOF, para arrecadar 32 bilhões de reais em 2016.

"A volta da CPMF é caminho com menor impacto inflacionário e mais distribuído na sociedade", afirmou o ministro em entrevista coletiva para anunciar as medidas fiscais que buscam garantir superávit primário no próximo ano.

Segundo ele, a CPMF é provisória e ajudará a reduzir o déficit da Previdência.

(Reportagem de Leonardo Goy e Luciana Otoni)

 
Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em Brasília. 10/9/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino