Governo dificilmente realizará 5 leilões de rodovias em 2015, diz secretário do PAC

quarta-feira, 16 de setembro de 2015 11:54 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo dificilmente conseguirá realizar todos os cinco leilões de concessões de rodovias previstos para este ano, de acordo com o secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz.

Segundo ele, os prazos para os certames estão apertados, tendo em vista que os leilões precisam obedecer todos os ritos legais tais como pareceres do Tribunal de Contas da União, realização de audiências públicas e elaboração e divulgação dos editais.

Muniz afirmou, sem nomear as estradas, que ao menos 3 dos 5 leilões de concessões de rodovias estão praticamente garantidos para este ano. Um deles já foi realizado e outros dois estão atendendo os ritos legais para que possam ser viabilizados.

"Estamos correndo contra o tempo. É difícil conseguir os 5 (neste ano); 3 estão com praticamente quase tudo feito e estamos correndo para fazer", disse em palestra no Fórum Nacional, promovido pelo Inae, Instituto Nacional de Altos Estudos.

O secretário do PAC informou que, para 2016, está prevista a concessão de mais 11 trechos de rodovias e o investimento previsto pode chegar a mais de 31 bilhões de reais.

O governo já recebeu, de acordo com Muniz, 301 estudos de viabilidade para esses onze trechos "Essa pode ser um demonstração de interesse das empresas", frisou.

(Por Rodrigo Viga Gaier)