China deve superar US$1 tri em investimento direto no exterior pela 1a vez este ano

quinta-feira, 17 de setembro de 2015 10:57 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O investimento direto da China no exterior deve superar 1 trilhão de dólares pela primeira vez em 2015, diante da desaceleração da economia do país e aumento da internacionalização de suas companhias.

O investimento total direto no exterior subiu para pouco menos de 883 bilhões de dólares em 2014, disse Zhang Xiangchen, vice-representante de Comércio Internacional da China no Ministério do Comércio do país, nesta quinta-feira.

O ministério tinha afirmado na quarta-feira que o investimento internacional direto não financeiro subiu 18,2 por cento, para 473,4 bilhões de iuanes, ou 77 bilhões de dólares, nos primeiros oito meses do ano.

A pasta também revisou para cima o total de investimento externo direto não financeiro para 107,2 bilhões de dólares ante 102,9 bilhões, o que elevou a conta para o ano para 123,12 bilhões de dólares.

"Nosso investimento externo tem se mantido em taxa de crescimento de dois dígitos e essa tendência será sustentada no futuro", disse Zhang a jornalistas.

Companhias chinesas anunciaram ou completaram 390 transações de fusões e aquisições avaliadas em 77 bilhões de dólares no ano até 16 de setembro, segundo dados da Thomson Reuters. O valor é o dobro do registrado no mesmo período do ano passado.

Os valor das transações supera os 70,4 bilhões de dólares alcançados em 2008, anteriormente o ano mais movimentado para operações internacionais de fusão e aquisição.