Deutsche Bank diz que fará cortes na Rússia como parte de revisão estratégica

sexta-feira, 18 de setembro de 2015 10:41 BRT
 

MOSCOU/FRANKFURT (Reuters) - O Deutsche Bank confirmou nesta sexta-feira que está fechando parte de seu negócio na Rússia, onde tem sido atingido por sanções e investigações sobre operações com ações, como parte de uma revisão de sua estrutura global.

O banco disse que vai fechar suas unidades para clientes corporativos e de valores mobiliários na Rússia, com seus negócios russos de finanças corporativas e de mercados passando a operar a partir de centros internacionais.

Duas pessoas familiarizadas com o tema disseram que o banco planeja cortar cerca de 200 empregos na Rússia de um total de 1.300 atualmente.

O banco alemão está no meio de um grande programa para reduzir a sua cobertura global para uma regional, sob a direção do novo presidente-executivo, John Cryan.

O banco disse que sua decisão de reduzir operações na Rússia foi tomada para diminuir a complexidade, custos, riscos e consumo de capital e que espera completar substancialmente o fechamento e a transição de seus negócios russos até o fim do ano.

(Por Alexander Winning, Arno Scheutze, Alexander Huebner, Oksana Kobzeva e Thomas Atkins)