Telecom Italia diz que Vivendi não expressou opinião sobre eventual venda da TIM no Brasil

segunda-feira, 21 de setembro de 2015 09:53 BRT
 

ROMA (Reuters) - A Vivendi, principal acionista da Telecom Italia, nunca expressou sua opinião sobre uma eventual venda da TIM Participações, disse o presidente-executivo da companhia de telecomunicações italiana, Marco Patuano, nesta segunda-feira.

"A Vivendi nunca se expressou como acionista a respeito do Brasil", disse Patuano a jornalistas durante um evento sobre a operadora controlada pela Telecom Italia. "Não se deve intimidar por desequilíbrios econômicos temporários, em um país onde por anos nos beneficiamos de um grande ciclo econômico."

O presidente-executivo da TIM, Rodrigo Abreu, disse na semana passada a investidores nos Estados Unidos que a companhia não está "perseguindo agressivamente" uma fusão, mas está bem posicionads para se beneficiar de uma eventual consolidação do mercado de telefonia brasileiro, acrescentando que há no Brasil concorrentes com estratégias insustentáveis e, portanto, mais disponíveis para acordos.

Abreu mencionou a NII Holdings, operadora da marca Nextel, que saiu da recuperação judicial, vendeu seu negócio mexicano e mudou a administração no Brasil; a AT&T, que tem menos de 6 milhões de assinantes de TV paga no Brasil pela subsidiária DirecTV e que deverá crescer ou sair do país; e a Oi, a companhia de telecomunicações mais endividada do Brasil, que contratou o BTG Pactual no ano passado para estudar uma oferta conjunta pela TIM.