Alta de juros foi adiada porque riscos aumentaram, diz Lockhart, do Fed

segunda-feira, 21 de setembro de 2015 14:35 BRT
 

ATLANTA (Reuters) - A decisão do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de adiar o aumento da taxa de juros na semana passada foi um exercício de "gerenciamento de risco" para garantir que a recente volatilidade do mercado não se tornará um peso para a economia do país, disse nesta segunda-feira o presidente do Fed de Atlanta, Dennis Lockhart.

Lockhart afirmou que a preocupação não é sobre os mercados propriamente ditos, mas sim com o fato de que "a volatilidade pode ser um sintoma de mais problemas fundamentais... Achei prudente aguardar para avaliar se os recentes acontecimentos mudam o cenário".

Lockhart disse que ainda espera que o Fed eleve os juros neste ano, acrescentando que espera votar a favor desse movimento em uma reunião "por vir". Ele sente que a economia progrediu adequadamente em termos de emprego para justificar essa medida, e embora a inflação permaneça fraca disse estar "confortável o suficiente... para dar o primeiro passo".

A decisão da semana passada do banco central de postergar a esperada alta dos juros provocou perdas nos mercados e críticas sobre as habilidades da chair do Fed, Janet Yellen, de explicar por que o Fed mudou a marcha e o que isso significa para as perspectivas acerca da política monetária. A decisão tem sido caracterizada por outros integrantes do Fed como "apertada" após uma reunião "cheia de pressão".

Mas Lockhart disse que foi apenas uma expressão de cautela.

"Eu coloco a maior parte do peso da decisão sobre gerenciamento prudente de riscos em torno da volatilidade nos mercados recente e atual", disse Lockhart. Ao longo do último mês, "riscos à economia doméstica cresceram um pouco. Ainda é cedo demais para saber se esse episódio significa um choque autêntico à economia ou apenas um espasmo nervoso nos mercados".

Para mais informações, veja a matéria em inglês:

(Reportagem de Howard Schneider)