Usinas favorecerão açúcar em 16/17 a menos que valor da gasolina suba, diz Datagro

segunda-feira, 21 de setembro de 2015 17:49 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As usinas brasileiras favorecerão a produção de açúcar na safra 2016/2017 se o governo não elevar o preço da gasolina e tornar as vendas de etanol mais interessantes, afirmou a consultoria Datagro nesta segunda-feira.

O setor pode direcionar mais cana para a produção de açúcar ou etanol, dependendo do produto que está remunerando mais. Nesta temporada, usinas com problemas financeiros têm favorecido o biocombustível devido à maior liquidez.

"O mix em 2016/17 deve ser menos alcooleiro, sem uma mudança no preço da gasolina ou no valor da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico)", disse Guilherme Nastari, analista da Datagro, durante conferência internacional da consultoria em São Paulo.

A alta da Cide, reivindicada pelo setor sucroalcooleiro junto ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na semana passada, elevaria o custo da gasolina na bomba e tornaria o etanol ainda mais competitivo em alguns Estados.

Para especialistas, o etanol é vantajoso para o consumidor quando o preço do combustível é de no máximo 70 por cento do preço da gasolina na bomba.

Nastari disse que a aguda depreciação do real frente ao dólar e a recente recuperação dos preços do açúcar estavam fazendo a balança pender lentamente em favor do açúcar para as usinas.

(Por Marcelo Teixeira)