Tempo seco na Costa do Marfim pode disparar déficit global de cacau

terça-feira, 22 de setembro de 2015 17:19 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O clima seco na Costa do Marfim, grande produtor de cacau, deve reduzir a produção e pode levar a um déficit global na próxima temporada que vai de outubro deste ano a setembro de 2016, disseram analistas disseram na terça-feira.

"Nós estamos vendo um padrão climático bastante incomum e particularmente seco no momento", disse Euan Mann, presidente da Complete Commodity Solutions, em uma conferência da Organização Internacional do Cacau (ICCO, na sigla em inglês).

"Em nossa visão é provável que isto leve a uma safra abaixo das tendências, particularmente na Costa do Marfim", acrescentou. Ele observou que a entidade atualmente estima a safra da Costa do Marfim em 100 mil toneladas abaixo da média, atingindo 1,1 milhão de toneladas.

Mann disse que a queda na produção da África Ocidental, combinada com a possibilidade de que um El Niño forte reduza a produção do Equador, pode levar a um déficit global de cerca de 125 mil toneladas na temporada 2015/16.

Ele citou que vários analistas estão esperando até uma queda ainda maior na safra da Costa do Marfim.

Segundo os números da ICCO, 72 por cento da produção mundial de cacau sai da África, com a maior parte sendo produzida no oeste do continente.