Fraqueza na indústria de petróleo da Noruega se espalha para outros setores

quinta-feira, 24 de setembro de 2015 10:48 BRT
 

OLSO (Reuters) - As condições de negócios das companhias norueguesas baseadas na região petrolífera da costa oeste do país continuam a se deteriorar no terceiro trimestre, e o sentimento negativo está se espalhando para empresas de fora do setor de energia, mostrou uma pesquisa publicada nesta quinta-feira.

"As companhias estão relatando uma demanda mais fraca e estamos vendo uma queda em indicadores como lucratividade e preços de venda", apontou sondagem do instituto de pesquisas Respons Analyse em conjunto com o banco Sparebanken Vest (SPV). "Há claros sinais de que a desaceleração está se espalhando para a economia da região".

A pesquisa, que começou a ser realizada em 2012, atingiu no último relatório um recorde de baixa tanto para os índices que apontam o desenvolvimento das empresas nos últimos três meses quanto para o que mostra as perspectivas para o próximo semestre.

O preço do petróleo do Mar do Norte caiu mais de 50 por cento desde junho de 2014, levando petroleiras a adiar perfurações e cortar custos agressivamente.

As companhias também foram questionadas, na pesquisa, se o enfraquecimento da moeda da Noruega, que desvalorizou quase 15 por cento nos últimos 12 meses, tem um impacto positivo ou negativo.

Em geral, cerca de 59 por cento das empresas disseram que a movimentação do câmbio é negativa, enquanto apenas 26 por cento viram isso como positivo, mostrou a pesquisa, que ouviu 700 companhias e foi realizada entre 19 e 31 de agosto.

(Por Terje Solsvik)