BMW nega relatório sobre manipulação em emissões de poluentes

quinta-feira, 24 de setembro de 2015 17:18 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A BMW disse que não tem manipulado testes de emissões de poluentes, negando reportagem de uma revista que afirma que alguns de seus carros à diesel excederiam os limites de poluição do ar.

"Não há diferença no tratamento de emissões do escapamento se elas estão em um teste ou na estrada", disse a montadora alemã nesta quinta-feira.

A revista alemã Auto Bild publicou mais cedo que o modelo da BMW X3 xDrive 20d excedeu os limites de emissões do regime "Euro 6" em mais de 11 vezes em testes de estrada realizados pelo Conselho Internacional De Transporte Limpo (ICCT, na sigla em inglês).

"Nenhum detalhe específico do teste nos foi providenciado e, assim, não temos como explicar estes resultados", disse a BMW. "Nós entraremos em contato com a ICCT para pedir esclarecimentos do teste que realizaram."

A revista informou mais tarde que não há evidência de manipulação nos sistemas de exaustão dos veículos da BMW. Em comunicado, a Auto Bild afirmou que os valores mencionados no levantamento da ICCT foram gerados apenas por um único teste rodoviário de uma hora.

A publicação afirmou ainda que o valor testado não significa "de maneira nenhuma" prova de manipulação.