Fundador do Facebook pede Internet universal para ajudar a curar as doenças do mundo

sábado, 26 de setembro de 2015 18:12 BRT
 

NAÇÕES UNIDAS (Thomson Reuters Foundation) - O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg e várias celebridades lançaram uma campanha, no sábado, para tornar o acesso à Internet universal, dizendo que isso seria crítico para corresponder à nova agenda da ONU de combate aos problemas globais.

Pedindo esforços para assegurar acesso à Internet para todos até 2020, Zuckerberg disse que as conexões da Internet são uma ferramenta dinâmica para compartilhar conhecimento, criar oportunidades, tirar comunidades da pobreza e promover a paz.

"Um 'curtir' ou um post não vão parar um tanque ou uma bala, mas quando as pessoas estão conectadas, temos a chance de construir uma comunidade global comum com um mesmo entendimento", disse Zuckerberg em um almoço privado com líderes empresariais na Organização das Nações Unidas". "É uma fonte poderosa".

A ONU, com 193 membros, formalizou na sexta-feira a adoção de 17 objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, que buscam acabar com a pobreza e combater a desigualdade e as mudanças climáticas nos próximos 15 anos e fez um apelo por paz e prosperidade para todos.

A campanha por conectividade pede que governos, empresários e inovadores levem a Internet para aproximadamente 4 bilhões de pessoas que não têm acesso a ela, disseram os organizadores.