Reguladores da UE se movimentam para limitar negociações especulativas de commodities

segunda-feira, 28 de setembro de 2015 18:29 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Reguladores europeus se movimentaram nesta segunda-feira para limitar a influência de negociações especulativas em mercados de commodities e impor testes para determinar se as operações de empresas não financeiras deveriam ser sujeitas a novas regulamentações.

A Autoridade Europeia para Mercados e Valores Mobiliários (ESMA, na sigla em inglês) anunciou suas regras finais para ampliar a lei Diretiva de Instrumentos Financeiros e Mercados II (MiFID II, na sigla em inglês) que entre em vigor em janeiro de 2017.

A MiFID II é a maior reformulação das regulamentações de valores mobiliários do bloco em uma década. Seu objetivo é aplicar as lições da crise financeira de 2007/2009 e avançar em tecnologia de negociações computadorizada.

Limites de posições, que restringem quanto uma única empresa pode deter de uma commodity para não influenciar indevidamente o preço, estão sendo introduzidas pela primeira vez.

Os políticos pediram limites para parar para parar "especuladores" após o preço dos alimentos atingir máximas recordes nos anos recentes.

(Por Pratima Desai)