CSN renova concessão de porto de exportação de minério por mais 25 anos

segunda-feira, 28 de setembro de 2015 19:54 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional assinou nesta segunda-feira renovação por mais 25 anos da concessão de seu terminal de exportação de minério de ferro e outros granéis sólidos (Tecar), em Itaguaí, no Rio de Janeiro.

A assinatura marcou a maior renovação antecipada de concessões portuárias desde a entrada em vigor da nova lei de portos em 2013.

Segundo a CSN, nos próximos quatro anos a companhia vai investir 1,6 bilhão de reais no Tecar para elevar a capacidade de 30 para 60 milhões de toneladas anuais. Com a renovação, a concessão agora expira em 2047.

A secretaria afirmou que a renovação da concessão ocorreu sob o "compromisso (da CSN) fazer os investimentos até dezembro de 2019".

Além da renovação do Tecar, o ministro-chefe da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, autorizou a instalação de um Terminal de Uso Privado "da empresa Vetria Mineração", em Santos (SP), segundo nota publicada pela secretaria.

A Vetria era um projeto de produção de minério de ferro reunindo ativos da Rumo ALL e Triunfo Participações. O projeto, porém, foi descontinuado no final do ano passado diante da queda dos preços do minério de ferro nos mercados internacionais. Com o fim do projeto, os ativos retornariam para as empresas de origem.

Representantes da secretaria não puderam ser contatados para comentar o assunto.

(Por Alberto Alerigi Jr.)