Lucro da Louis Dreyfus cai pela metade no 1º semestre com recuo das commodities

terça-feira, 29 de setembro de 2015 11:36 BRT
 

PARIS (Reuters) - A fraqueza do mercado de commodities derrubou pela metade o lucro da Louis Dreyfus no primeiro semestre deste ano, mas o grupo global de comércio disse que o aumento de volumes indica que o negócio de alimentos pode suportar as pressões econômicas melhor do que outras matérias-primas.

A Louis Dreyfus, assim como suas principais rivais --Archer Daniels Midland (ADM), Bunge e Cargill, que dominam o fluxo global de commodities agrícolas--, tem tido margens apertadas pela queda nos preços provocadas por grandes safras globais e por desaceleração do crescimento em importantes mercados como o Brasil e a China.

O lucro líquido consolidado da Louis Dreyfus no primeiro semestre caiu para 130 milhões de dólares, ante 260 milhões no primeiro semestre de 2014, com vendas líquidas recuando para 26,4 bilhões de dólares ante 33,7 bilhões, informou a companhia de controle familiar em comunicado nesta terça-feira.

"O ambiente externo permaneceu difícil durante a primeira meta de 2015, com alguns países importantes nos cenário agrícola enfrentando incertezas econômicas (China e Brasil) e políticas (região do Mar Negro)", disse a companhia.

Os volumes embarcados pela Louis Dreyfus, contudo, subiram 4 por cento no primeiro semestre, no que foi apontado pelo grupo como um sinal positivo.

(Por Gus Trompiz)