Cade aprova sem restrições joint-venture do Santander Brasil com banco PSA

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 08:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições acordo do Santander Brasil para criar uma joint-venture com a operação brasileira do banco da montadora francesa PSA Peugeot Citroën para oferecer produtos e serviços financeiros a consumidores e concessionários das marcas PSA no Brasil.

Pelo acordo, o Santander Brasil vai deter 50 por cento do Banco PSA Finance Brasil e os 50 por cento restantes ficarão com o Banque PSA. Por meio de controladas, o Santander Brasil também deterá 50 por cento das quotas da PSA Corretora de Seguros e Serviços e 100 por cento das ações da PSA Finance Arrendamento Mercantil.

Documento do Cade afirma que, com a operação, o Santander Brasil pretende ter acesso à rede de distribuição do Grupo PSA no país para a oferta de produtos financeiros ao consumidor, especialmente no ramo de financiamento de veículos.

Já para o Banque PSA "a operação representa a oportunidade de oferecer taxas de juros mais competitivas aos clientes das Marcas PSA ao mesmo tempo em que aumentará sua rentabilidade". A atuação do grupo PSA engloba as marcas Peugeot, Citroën e DS.

A Superintendência-Geral do Cade concluiu que a operação não levanta preocupações concorrenciais porque a participação de mercado do Santander, tanto no segmento de financiamento de veículos ao consumidor final quanto no segmento de financiamento a concessionárias, não ultrapassa 20 por cento em decorrência do negócio, "significando que esta não confere àquele banco possibilidade de exercício unilateral de poder de mercado".

O valor do acordo não foi informado, mas o Santander afirmou em comunicado ao mercado na época do anúncio do negócio, em julho deste ano, que será igual ao valor patrimonial proporcional do Banco PSA Finance Brasil.

(Por Priscila Jordão)