Indonésia faz abate massivo de aves após fracasso de política

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 19:06 BRT
 

JACARTA (Reuters) - A Indonésia deve abater milhões de frangos para acalmar as oscilações de oferta no mercado de carnes local causadas por um direcionamento de Estado visando a autossuficiência, na mais recente situação de problemas resultantes da interferência estatal do presidente Joko Widodo.

Desde que chegou ao poder em outubro, Widodo tem perseguido a autossuficiência alimentar para proteger produtores, mas o resultado frequentemente tem sido preços voláteis e preocupações de investidores --erodindo o suporte para o governo.

A relutância em importar arroz tem deixado os preços de atacado entre os mais caros na região este ano, enquanto atrasos na publicação de permissões de importação de açúcar bruto causaram o fechamento das refinarias locais.

Os problemas do mercado de carnes começaram quando a Indonésia cortou as importações de gado vivo para o terceiro trimestre, forçando os consumidores a mudar para o frango e pressionando os preços locais do frango de corte para 20,250 rúpias (equivalentes a 1,38 dólares) por quilo no início de setembro, uma alta de 15 por cento em relação à média do primeiro semestre.

A alta veio apesar do fato de que a produção já estava ultrapassando a demanda em até 30 por cento. Os preços abaixaram agora com as aves vivas sendo vendidas a cerca de 12 a 18 por cento abaixo do preço de custo.

Para garantir preços estáveis, a Indonésia planeja abater seis milhões de galinhas reprodutoras a partir desta semana, disseram fontes da indústria.

(Por Bernadette Christina e Michael Taylor; reportagem adicional por John Chalmers)