Mercado de IPO nos EUA está abalado mas não fechado, dizem especialistas

sexta-feira, 2 de outubro de 2015 09:04 BRT
 

Por Lauren Hirsch

NOVA YORK (Reuters) - Muitas companhias que estão se preparando para fazer ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) nos Estados Unidos devem manter seus planos apesar de uma onda de descontos nas fixações de preços nesta semana e apesar do tamanho de suas vendas de ações poder ser reduzido, disseram especialistas do setor na quinta-feira.

Quatro companhias anunciaram preços das ofertas abaixo da variação esperada nesta semana, a primeira série de preços de IPO desde que o mercado acionário despencou em agosto. O mercado permaneceu estável em meio às preocupações com a desaceleração econômica da China e a perspectiva da alta da taxa de juros.

O índice de volatilidade CBOE, essencialmente um "medidor de temores" de Wall Street, recentemente permaneceu na marca de 20, o que muitos investidores veem como o limiar entre um cenário de IPO aberto ou traiçoeiro. Esse número está logo abaixo do seu nível para quase todos os últimos 12 meses.

Apesar disso, muitos emissores de ações parecem prontos para sacar suas armas.

"Quando falamos com companhias sobre se tornarem públicas, elas tem uma visão de estratégia de longo prazo em mente. Isso não é sobre volatilidade de curto prazo", disse o chefe de originação de capital na Ásia, África e Oriente Médio do Citigroup, Phil Drury.

Esta semana estavam fazendo testes para emissão a distribuidora de alimentos da Blackstone Group, Performance Food, e o operador de centro cirúrgico da HIG Capital, Surgery Partners. Ambas precificando seus IPOs esta semana com grandes descontos na faixa prevista.

Entretanto, o mercado teve um grande impulso em sua confiança na quinta-feira quando a processadora de cartão First Data, que foi alvo de uma das maiores alavancagens de compras de todos os tempos, da companhia de capital privado KKR & Co prosseguiu com seus planos de listagem no mercado acionário. Ela disse que pretende levantar 3,2 bilhões de dólares no que pode ser a maior IPO do ano.

(Reportagem adicional por Liana B. Baker)