Bradesco troca chefia da Ibi Promotora e prepara expansão

sexta-feira, 2 de outubro de 2015 14:56 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Confiante de que obterá em breve a aprovação do Banco Central para o banco que comandará operações de crédito e oferta de produtos para clientes não bancarizados, o Bradesco trocou recentemente o comando da Ibi Promotora, seu braço de financiamento ao consumo.

O negócio passou a ser chefiado por Carlos Giovane Neves, que era diretor de parcerias da Bradesco Cartões. Entra no lugar de Osvaldo Cervi, que assumiu a Movera, focada em crédito para microempreendedores.

O novo banco fica dentro da holding Elo Participações, criada em 2011, com 50,01 por cento por cento do Bradesco e 49,99 por cento do Banco do Brasil.

Segundo o diretor da Bradesco Cartões, Alexandre Rappaport, apesar do atual cenário econômico desfavorável, com reflexo sobre a atividade bancária, o interesse na oferta de produtos para clientes das chamadas classes C, D e E permanece.

Hoje com cerca de 150 lojas, a Ibi Promotora se limita mais a operações com cartões, crédito pessoal e consignado, produtos com os quais abriga uma carteira de 1 milhão de clientes.

"Temos planos de expansão para o negócio e estamos avaliando as oportunidades de distribuição de produtos", disse Rappaport à Reuters, citando, por exemplo, cartões pré-pagos para celulares. "A ideia é ter uma rede focada em distribuição com mais fácil acesso do que nas agências."

O executivo disse não ter previsão de quando virá o aval do BC para o banco, mas que o espera para logo. "Gostaríamos de aprovar o quanto antes", disse.