Potash Corp retira oferta de compra de US$8,9 bi pela alemã K+S

segunda-feira, 5 de outubro de 2015 09:36 BRT
 

Por Greg Roumeliotis e Arno Schuetze

NOVA YORK/FRANKFURT (Reuters) - A Potash Corp disse nesta segunda-feira que retirou sua oferta de 7,9 bilhões de euros (8,9 bilhões de dólares) pela produtora de potássio alemã K+S, citando o declínio global nos mercados de ações e de commodities e a falta de engajamento por parte da diretoria da K+S.

As ações da K+S caíam mais de 24 por cento após a Potash anunciar sua decisão em um comunicado, retirando mais de 1,5 bilhão de euros do valor de mercado da companhia.

A aquisição da K+S teria dado à Potash Corp a oportunidade de fazer economias com a venda de potássio na América do Norte de suas próprias minas no oeste do Canadá e da mina Legacy da K+S, em construção na região.

Entretanto, os executivos seniores da K+S recusaram a oferta de canadense de 41 euros por ação em dinheiro -- o que representa um prêmio de 59 por cento para a média do volume dos preços das ações da companhia durante os últimos 12 meses -- por considerarem-na muito baixa, se recusando a negociar.

Desde que a Potash Corp fez sua oferta à K+S de forma privada no final de maio, as ações da K+S caíram cerca de 40 por cento em meio às preocupações sobre um enfraquecimento da demanda na China, a maior consumidora de potássio do mundo.

"Nós retiramos nossa proposta, francamente, com alguma decepção, pois a racionalidade estratégica para a transação era atraente em nossa visão", disse o presidente-executivo da Potash Corp, Jochen Tilk, em uma carta para o Conselho de Supervisão da K+S datada de 4 de outubro, que foi obtida pela Reuters.