ThyssenKrupp espera economizar 100 mi de euros com novo programa de cortes

segunda-feira, 5 de outubro de 2015 13:37 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O grupo industrial alemão ThyssenKrypp planeja um novo programa de corte de custos em sua divisão de aço para conseguir economia anual de pelo menos 100 milhões de euros, afirmou o diretor da divisão a um jornal alemão.

"Vamos olhar muito atentamente para nossos custos nos próximos anos. Espero economias adicionais de pelo menos 100 milhões de euros por ano", disse Andreas Goss ao jornal Rheinische Post.

A indústria siderúrgica está enfrentando queda nos preços de seus produtos, excesso de capacidade e demanda fraca. No Brasil, o grupo ThyssenKrupp detém a Companhia Siderúrgica do Atlântico, instalada no Rio de Janeiro.

O programa de economia de custos encerrado em setembro atingiu economias de 650 milhões de euros por ano na divisão europeia, dos quais 180 milhões foram obtidos com reduções de horas trabalhadas e com 1.000 cortes de empregos, disse o executivo.

"A jornada de 31 horas semanais foi acertada até 2018, o que nos permitirá evitar novos cortes de empregos", disse Goss ao jornal.

(Por Jonathan Gould)