Marriott vai triplicar hotéis no Brasil apesar da recessão

terça-feira, 6 de outubro de 2015 14:51 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

SAO PAULO (Reuters) - A rede de hotéis norte-americana Marriott International planeja quase triplicar o número de unidades que opera no Brasil, apostando que o país irá se recuperar relativamente rápido de sua maior recessão econômica em 25 anos.

A companhia vai investir 400 milhões de reais no Brasil até 2018, com parte do valor indo para estabelecer três novas marcas visando sobretudo os viajantes locais, disse na terça-feira Tim Sheldon, presidente do Marriott para América Latina e o Caribe.

De acordo com o plano, a empresa vai construir mais 11 hotéis no Brasil, além dos seis que já possui. Investidores brasileiros serão parceiros nos projetos, colocando aproximadamente mais 300 milhões de reais.

A estratégia no Brasil é similar à que a empresa já implantou em outros importantes mercados emergentes, como o México, disse o executivo.

AC by Marriott, Fairfield e Residence Inn são as três novas marcas que a companhia dona do hotel Renaissance está trazendo para o Brasil, elevando o total de marcas a nove.

"Nós fizemos uma extensa pesquisa de mercado no Brasil, para entender quais eram as oportunidades. Por isso você nos verá construindo hotéis de quatro e três estrelas", afirmou Sheldon, acrescentando que a situação econômica do Brasil não alterou o planejamento da companhia.

"Nós pensamos no longo prazo", disse, acrescentando que a desvalorização do real também deverá elevar o turismo doméstico.

A economia brasileira deverá registrar contrações nesse ano e no próximo, a primeira vez desde a década de 1930 em que o país terá dois anos seguidos de queda.   Continuação...