Ausência da Petrobras e preços baixos do petróleo afetaram leilão, diz ANP

quarta-feira, 7 de outubro de 2015 16:49 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A ausência da Petrobras na 13ª Rodada de Licitação dos blocos exploratórios de petróleo e gás natural e os baixos preços do petróleo podem ter sido os grandes motivos para que o leilão apresentasse resultado "aquém do esperado", na avaliação da diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard.

"Eu acredito que a Petrobras é a grande locomotiva da exploração e produção do país. Em todas as rodadas, quando a gente olha para trás, as empresas estrangeiras querem e pleiteiam a parceria com a Petrobras, de forma que esse pode sim ter sido sim, quem sabe, uma das razões para as grandes petroleiras não terem entrado", afirmou Magda, em entrevista após o leilão.

Sem a participação da petroleira estatal, afetada pela crise e o escândalo de corrupção que impactaram seus investimentos, a 13ª Rodada de Licitação apresentou fraco interesse pelos ativos, negociando apenas 37 dos 266 blocos exploratórios ofertados.

Além disso, a grande maioria dos lances vencedores (35) foi para áreas em terra, menos valiosas e com menor potencial para petróleo.

Ofertas de empresas estrangeiras para áreas em águas profundas da Bacia de Sergipe Alagoas eram aguardadas, na avaliação de Magda, o que não aconteceu.

Os dois únicos blocos arrematados em mar foram levados pela brasileira Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP), por um total de 100 milhões de reais em bônus de assinatura, dos 121 milhões de reais que foram arrecadados no total do leilão.

A previsão de investimentos do Programa Exploratório Mínimo a ser cumprido pelas empresas vencedoras é de 216 milhões de reais de reais. Um total de 17 empresas levaram áreas, sendo 11 brasileiras e seis estrangeiras, número que não inclui as grandes petroleiras.

"Algumas dessas áreas ofertadas eram consideradas pela ANP como extremamente boas", afirmou Magda, citando a Bacia do Espírito Santo, que não teve ofertas.

Entretanto, Magda destacou que o resultado da rodada mostra que ANP está no caminho certo em sua estratégia de diversificar áreas exploratórias no país, atraindo empresas de diferentes portes.   Continuação...