Rali do petróleo se reverterá e preços ficarão mais baixos por mais tempo, diz Goldman

quinta-feira, 8 de outubro de 2015 16:37 BRT
 

(Reuters) - O Goldman Sachs disse nesta quinta-feira que a atual disparada nos preços do petróleo provavelmente se reverteria, uma vez que teve pouco suporte de fundamentos e o banco reiterou sua expectativa de que os preços provavelmente permanecerão "mais baixos por mais tempo".

O excesso global de oferta persiste no mercado de petróleo e os preços baixos são necessários para ajudar a rebalancear a demanda e a oferta no próximo ano, disse o influente banco de investimentos norte-americano em uma nota.

A decisão do Federal Reserve de postergar um amplamente esperado aumento na taxa de juros em setembro - impulsionado pelo crescimento lento na economia global - deveria deixar a estimativa de demanda do Goldman inclinada para o lado negativo, uma vez que não era suportada pela forte atividade dos EUA e economias de mercado emergentes, disse o Goldman.

O banco cortou sua estimativa para o preço do petróleo, dizendo que espera que os preços caiam ainda mais pelo aumento da produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e a recuperação da oferta de fora da organização, que deve ultrapassar a demanda.

Os preços do petróleo se encaminharam para seu maior aumento semanal em seis semanas nesta quinta-feira, embora um grande aumento inesperado nos estoques dos Estados Unidos pode moderar um pouco do otimismo entre investidores de que a oferta e demanda globais estejam em equilíbrio em breve.

(Por Vijaykumar Vedala e Arpan Varghese, em Bangalore)