Wall St sobe após mercado ver sinais de demora para alta dos juros em ata do Fed

quinta-feira, 8 de outubro de 2015 18:33 BRT
 

Por Sinead Carew

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira, com o S&P 500 alcançando a máxima em sete semanas, conforme investidores viram mais sinais de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, não deve elevar juros tão cedo na ata da última reunião de política monetária.

O índice Dow Jones subiu 0,82 por cento, a 17.050 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,88 por cento, a 2.013 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,41 por cento, a 4.810 pontos.

A ata divulgada nesta tarde mostrou que o Fed pensou que a economia estivesse perto de justificar uma alta de juros em setembro, mas decidiu que seria prudente esperar por evidências de que a desaceleração econômica global não está tirando os EUA dos trilhos.

A reação inicial foi contida, mas o mercado acionário ganhou fôlego conforme a sessão avançou. Estrategistas disseram que a ata mostrou menos inclinação para uma alta de juros e nenhuma preocupação não prevista na visão do Fed sobre a economia dos EUA.

"Você tem uma ausência de más notícias e algumas boas notícias ali", disse o diretor de investimento do Commonwealth Financial, Brad McMillan. "Dadas as notícias desde então, se eles estavam querendo esperar naquele momento para a inflação voltar, eles estão querendo ainda mais agora".

O S&P 500 fechou acima da média móvel de 50 dias pela primeira vez desde 18 de agosto nesta quinta-feira.

Os 10 principais índices setoriais do S&P 500 fecharam em alta, liderados pelo de energia, que subiu 1,9 por cento após os preços do petróleo fecharem na máxima em três meses.