CEO do Standard Chartered planeja cortar cerca de 1.000 funcionários

sexta-feira, 9 de outubro de 2015 08:57 BRT
 

CINGAPURA/LONDRES (Reuters) - O novo presidente-executivo do Standard Chartered, Bill Winters, pretende cortar até um quarto da equipe mais sênior do banco para reduzir custos, conforme um comunicado enviado a funcionários, que deve culminar na redução de cerca de 1 mil postos de trabalho.

Winters disse que planejava reduzir o número de funcionários que estão nas faixas de 1 a 4 do banco em um quarto, segundo um comunicado interno visto pela Reuters. Essas faixas englobam funcionários em nível de diretoria e postos mais altos.

"Nossa situação requer ação decisiva e imediata. Cada membro da equipe de administração tem a missão de promover melhoras em nossos retornos e parte disso será simplificar mais nossa organização, eliminando camadas administrativas e a duplicação de cargos", disse Winters à equipe.

Winters, ex-chefe do JP Morgan que asumiu o cargo no Standard Chartered em junho, disse que o banco também fará vendas e cortará clientes como parte da revisão estratégica.

(Por Anshuman Daga e Steve Slater)