China publica rascunho de lei para aplicativos de transporte como Uber

sábado, 10 de outubro de 2015 11:53 BRT
 

XANGAI (Reuters) - A China publicou neste sábado o rascunho de regras que regulam os negócios online de transporte individual de passageiros, um setor em crescimento em que a norte-americana Uber Technologies e a concorrente chinesa Didi Kuaidi têm competido agressivamente por participação de mercado.

O rascunho das regras, publicado no site do Ministério de Transportes, disse que pretendia manter a ordem ao aumentar a supervisão dos aplicativos.

Assim como em outros países, a legalidade destes serviços tem dado trabalho a reguladores na China onde as autoridades dizem que os motoristas estão operando for a da lei.

O documento, que será aberto para comentários do público, vai pedir que as empresas que compartilham caronas obtenham uma licença e garantam transparência nos mecanismos de preços.

Os motoristas também deverão ter certas qualificações como experiência em direção, e aqueles sem licença não poderão oferecer os serviços. O Uber e a Didi Kuaidi vivem uma guerra por disputa de território na China, investindo bilhões de dólares para atrair passageiros com descontos e para subsidiar o dinheiro ganho pelos motoristas.

O Uber China disse em comunicado na quinta-feira que estava preparando documentos para requerer uma licença. Didi Kuaidi é o aplicativo dominante de caronas na China, embora o Uber tenha recentemente fechado um acordo de 1,2 bilhão de dólares em mais de 100 cidades chinesas nos próximos 12 meses.

(Por Ruby Lian e Kazunori Takada)