Banco italiano UBI aprova reestruturação, enquanto negocia fusão

sábado, 10 de outubro de 2015 13:44 BRT
 

BRÉSCIA (Reuters) - O banco italiano cooperativo UBI está conversando com o rival Banco Popolare e outros para um possível acordo após uma reforma projetada para estimular uma onda de fusões do setor do país.

O presidente-executivo do UBI, Victor Massiah, advertiu porém que não havia um acordo "óbvio" em cima da mesa e disse que seu banco poderia decidir seguir adiante sozinho.

"Não é nenhum segredo que estamos falando com uma série de bancos, incluindo o Banco Popolare, e não é nenhum segredo que o Banco Popolare também está conversando com outros bancos", disse Massiah a repórteres em reunião de acionistas que aprovou a conversão do banco numa empresa, como exigido pela reforma.

Quinto maior banco da Itália, o UBI foi o primeiro dos 10 bancos cooperativos afetados pela nova legislação a aprovar as mudanças, um dos pilares da agenda do primeiro-ministro Matteo Renzi para tirar a terceira maior economia da zona do euro da crise, modernizar o sistema bancário e reativar os empréstimos.

Uma fusão entre UBI e Banco Popolare tomaria do Monte dei Paschi di Siena a posição de terceiro maior banco da Itália, com cerca de 250 bilhões de euros em ativos.

O UBI também tem sido apontado como possível parceiro do próprio Monte dei Paschi, mas Massiah descartou essa hipótese. Os bancos têm até o fim de 2016 para adotar as novas regras, mas a reforma enfrenta uma série de desafios legais.

(Silvia Aloisi e por Mandala Andrea)