China lidera ganhos na Ásia com alta de mais de 3%

segunda-feira, 12 de outubro de 2015 09:48 BRT
 

(Reuters) - As ações asiáticas subiram nesta segunda-feira, com o salto de mais de 3 por cento na China, e com o iuan tendo alcançado seu maior nível desde a desvalorização em agosto que surpreendeu os mercados.

Os dados da China devem ser o destaque da semana, com investidores olhando dados de comércio na terça-feira para avaliar a extensão da desvalorização na segunda maior economia do mundo.

Apesar de um forte início para as ações no quarto trimestre, investidores permanecem preocupados sobre a ameaça de desaceleração do crescimento global, mesmo com bancos centrais tendo injetado bilhões de dólares em suas economias.

Às 9h43 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,84 por cento, a 427,8 pontos, estendendo um impressionante avanço de 11 por cento no mês.

As ações chinesas subiram depois que o banco central deu novos passos para injetar liquidez na economia e disse que a correção do mercado de ações "já está quase no fim".

O índice CSI 300, das maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen subiu 3,2 por cento e o Xangai Composite aumentou 3,3 por cento.

"Qualquer sinal de estímulo está sendo aproveitado pelos mercados como um sinal de estabilização e há fome de barganha, especialmente em setores mais afetados, relacionados a commodities", disse Nicholas Yeo, diretor de ações da Aberdeen Asset Management.

.Em TÓQUIO, o índice Nikkei não abriu para negócios.

  Continuação...