Aneel eleva preços teto para leilão de energia solar e eólica em novembro

terça-feira, 13 de outubro de 2015 11:57 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O leilão de energia de reserva que será realizado em 13 de novembro pelo governo federal terá preço teto de 381 reais por megawatt-hora para usinas solares fotovoltaicas e de 213 reais por megawatt-hora para parques eólicos, conforme aprovado em reunião de diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta terça-feira.

O certame contratará usinas para início de operação a partir de novembro de 2018. Estão inscritos para a licitação cerca de 1,3 mil projetos, com cerca de 18 gigawatts em usinas eólicas e 21 gigawatts em plantas solares.

O preço aprovado para as usinas solares representa uma elevação de 9 por cento em relação ao último leilão, realizado no fim de agosto.

No caso das eólicas, o reajuste foi de 16 por cento frente ao mais recente certame que contratou usinas dessa fonte, também em agosto.

Os investidores pediam uma atualização dos preços devido a maiores custos de financiamento e à variação cambial. O dólar mais caro afeta os custos de muitos materiais importados necessários para a instalação dos parques eólicos e dos painéis solares.

A alta do dólar desde a realização dos últimos leilões ficou abaixo do índice de reajuste decidido pela Aneel.

(Por Luciano Costa)