CCR pede para devolver concessão de serviço de barcas no RJ

terça-feira, 13 de outubro de 2015 13:35 BRT
 

(Reuters) - A Secretaria de Estado de Transportes do Rio de Janeiro (Setrans) informou que recebeu da CCR Barcas, concessionária da CCR que opera o sistema de transporte aquaviário no Estado, pedido de negociação amigável para devolver a concessão, cujo contrato vale até 2023.

A Setrans iniciou processo administrativo junto à Secretaria da Casa Civil e à Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro para avaliar o pedido da CCR, que continuará a realizar a operação até que uma decisão seja tomada.

Segundo a secretaria, uma nova licitação pode ser realizada.

De acordo com a CCR Barcas, o pedido está fundamentado em estudo, feito pela Fundação Getulio Vargas, que aponta o desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão.

"A concessionária continuará a prestar o serviço até que o poder concedente conclua a etapa necessária para a construção de uma nova proposta de contrato que seja ofertada ao mercado em um novo leilão", afirmou a empresa em comunicado nesta terça-feira.

A CCR assumiu o controle da concessionária Barcas em julho de 2012, com a compra de 80 por cento dos papéis da empresa. A empresa opera seis linhas, oito estações e 24 embarcações, com o transporte diário de mais de 100 mil passageiros.

(Por Priscila Jordão)