Ações europeias caem com dados de importação da China, SABMiller avança

terça-feira, 13 de outubro de 2015 14:25 BRT
 

Por Danilo Masoni e Alistair Smout

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias caíram nesta terça-feira após dados fracos sobre as importações da China e pressionadas pelas ações de automóveis e mineradoras, ainda que os papéis da SABMiller tenham avançado após a companhia aceitar a proposta de aquisição da rival Anheuser-Busch InBev.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, caiu 0,92 por cento a 1.417 pontos, enquanto o Euro STOXX 50, que agrupa as blue chips da zona do euro, recuou 0,8 por cento para 3.221 pontos.

As exportações chinesas caíram menos do que o esperado em setembro, mas a queda mais acentuada nas importações deixou os economistas divididos sobre se a segunda maior economia do mundo está pronta para a recuperação.

"Embora as exportações chinesas tenham mostrado uma recuperação saudável, as importações fracas ainda indicam que a economia chinesa continua com dificuldades", disse o analista da Peregrine & Black Markus Huber.

As ações de automóveis e mineradoras ficaram entre os setores com maiores perdas na sequência dos dados. Mas Huber disse que alguns investidores viram o dado como um catalisador por mais ação do governo chinês e do banco central do país nos próximos meses, acrescentando que os preços mais baixos podem influenciar os compradores a voltarem ao mercado.

Já a SABMiller teve alta de 9 por cento após aceitar a oferta de mais de 100 bilhões de dólares da AB InBev, que subiu 1,7 por cento. A SABMiller disse que já indicou à AB InBev que seu conselho estaria preparado para aceitar a oferta.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,45 por cento, a 6.342 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,86 por cento, a 10.032 pontos.   Continuação...