Governo alemão reduz projeção de crescimento em 2015 para 1,7%

quarta-feira, 14 de outubro de 2015 08:35 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O governo alemão reduziu ligeiramente nesta quarta-feira sua previsão de crescimento este ano para 1,7 por cento, citando a desaceleração econômica da China e de outros mercados emergentes, mas confirmou sua projeção de expansão de 1,8 por cento para o próximo ano.

Em abril, o governo havia previsto crescimento de 1,8 por cento para a maior economia europeia neste ano.

"A economia alemã continua a crescer. Permanece nos trilhos apesar da perspectiva fraca para a economia mundial com crescimento mais fraco da China e de outros mercados emergentes ricos em commodities", disse o ministro da Economia, Sigmar Gabriel.

O Ministério da Economia estimou que as exportações vão crescer 5,4 por cento este ano e 4,2 no próximo ano, enquanto as importações subirão 5,9 por cento e 5,3 por cento respectivamente.

Isso significa que o comércio internacional dará apenas uma pequena contribuição para o crescimento neste ano. O consumo privado vai, provavelmente, ser o único pilar de suporte no próximo ano, disse o ministério.

O ministério projeta que a demanda doméstica crescerá 1,7 por cento neste ano e 2,1 por cento no próximo, comparado com a previsão de abril de alta de 2 por cento e 1,8 por cento respectivamente.

A pasta também revisou para cima suas estimativas de gastos do governo para um aumento de 2,3 por cento neste ano e de 2 por cento no próximo, sobretudo devido ao gasto maior com refugiados.

(Por Michael Nienaber)