Confiança do consumidor brasileiro melhora em outubro, mostra Thomson Reuters/Ipsos

quarta-feira, 14 de outubro de 2015 13:20 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A confiança do consumidor do Brasil interrompeu nove meses de queda e subiu em outubro, com perspectivas melhores em todos os subsetores analisados, mostrou o indicador da Thomson Reuters/Ipsos, divulgado nesta quarta-feira.

O Índice Primário de Sentimento do Consumidor (PCSI, na sigla em inglês) subiu a 35,7 pontos em outubro, contra 34,2 em setembro. No entanto, o índice continua muito abaixo do patamar visto em outubro do ano passado, quando mostrava leitura de 53,8.

O subíndice que apresentou a maior melhora na comparação mensal foi o de condições atuais, subindo 2,6 pontos percentuais, a 22,8.

Já o subíndice de expectativas chegou a 60,7 pontos, contra 59,7 em setembro, enquanto o de investimentos ganhou 1,8 ponto percentual, a 33,4.

O cenário para emprego também apresentou melhora, com o subíndice na pesquisa chegando a 28,4, contra 27,2.

A confiança do consumidor na pesquisa Thomson Reuters/Ipsos vinha recuando desde janeiro, quando estava em 47,6, em meio ao cenário recessivo da economia brasileira, com inflação, juros e desemprego elevados.

A queda na confiança vinha se mostrando em outros medidores também. O dado apurado pela Fundação Getulio Vargas teve, em setembro, o quinto recuo seguido, atingindo o menor patamar histórico pela terceira vez seguida.

(Por Camila Moreira)