Australiana Fortescue amplia corte de custos por baixo preço do minério de ferro

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 10:49 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - A australiana Fortescue Metals Group, quarta maior exportadora de minério de ferro do mundo, está cortando custos de mineração mais profundamente do que o projetado, conforme luta com preços em queda para a commodity, utilizada na fabricação do aço.

A companhia, no entanto, descartou os cortes generalizados de empregos que têm assolado mineradoras australianas à medida que uma desaceleração do crescimento industrial na China atinge a demanda por commodities.

O presidente Nev Power disse nesta quinta-feira que o custo de produção da Fortescue deve ficar em uma média próxima a 15 dólares por tonelada líquida de minério de ferro ao final do ano, comparada a uma meta de 18 dólares estabelecida em julho.

A empresa disse em relatório divulgado mais cedo que os custos estavam em uma média de 16,90 dólares entre julho e setembro, algo como metade do nível registrado um ano atrás.

"Isso tem sido a salvação deles", disse o analista de mineração da Fat Prophets em Sydney, David Lennox. "Se eles estivessem com os custos muito maiores que apresentavam um ano atrás, não estariam mais aqui".

Os preços do minério de ferro caíram cerca de 75 por cento nos últimos quatro anos, conforme ficou mais lento o crescimento da indústria siderúrgica chinesa, forçando mineradoras a cortar custos para sobreviver.

(Por James Regan)