Após Fitch, Planalto diz que vem tomando medidas para estabilizar dívida pública

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 20:31 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo da presidente Dilma Rousseff ressaltou nesta quinta-feira que vem adotando medidas para estabilizar a dívida pública e recuperar o crescimento da renda e o emprego nos próximos anos, ao comentar a decisão da agência de classificação de risco de cortar o rating da dívida brasileira.

Em nota, o Palácio do Planalto lembrou que, apesar do rebaixamento, o Brasil manteve o grau de investimento pela Fitch e que está entre as nações que mais recebem investimento externo, segundo a Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad).

"O governo brasileiro tem adotado uma série de medidas de controle da inflação e reequilíbrio fiscal que contribuirão para estabilizar a dívida pública e recuperar o crescimento da renda e do emprego nos próximos anos", disse o Palácio em nota.

A Fitch rebaixou o país de "BBB" para "BBB-", último degrau que garante o chamado grau de investimento. A agência manteve a perspectiva negativa no novo rating, sugerindo que outro corte é possível ao longo do próximo ano.

(Por Eduardo Simões)

 
Presidente Dilma Rousseff discursa durante congresso da CUT em São Paulo. 13/10/2015 REUTERS/Nacho Doce