Contração da economia brasileira aumenta em agosto, na 6ª queda mensal no ano, aponta BC

sexta-feira, 16 de outubro de 2015 09:43 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A atividade econômica do Brasil ampliou com força a fraqueza em agosto e mais do que o esperado, no sexto mês em que registra perdas este ano, aprofundando o cenário de recessão em meio à crise política enfrentada pelo Brasil.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) divulgado nesta sexta-feira, espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), recuou 0,76 por cento em agosto sobre o mês anterior. Em julho o indicador mostrou ligeira perda de 0,01 por cento, sobre queda de 0,02 por cento divulgada anteriormente.

O resultado de agosto foi pior do que a expectativa em pesquisa da Reuters com analistas, de queda de 0,60 por cento.

A retração mensal mais forte este ano foi registrada em março, de 1,4 por cento. Variações positivas foram vistas somente em fevereiro (+0,6 por cento) e em maio (+0,03 por cento).

Diante desse cenário, o diretor de pesquisa econômica do Goldman Sachs para América Latina, Alberto Ramos, revisou sua projeção para o PIB no terceiro trimestre para recuo de 1,1 por cento sobre os três meses anteriores, contra retração de 0,6 por cento antes.

"Nossa projeção seria consistente com contração de 3 por cento do PIB em 2015, seguido de outra contração de 0,8 por cento em 2016", destacou ele.

O IBC-Br incorpora projeções para a produção no setor de serviços, indústria e agropecuária, assim como o impacto dos impostos sobre os produtos.

A economia brasileira entrou em recessão técnica no segundo trimestre, quando encolheu 1,9 por cento sobre os três meses anteriores.

O desempenho de agosto reflete os contínuos dados econômicos fracos, que se repetem mês a mês no atual ambiente de economia em recessão, com juros e inflação em alta, mercado de trabalho em deterioração e confiança abalada tanto de consumidores quanto do empresariado.   Continuação...

 
Sede do Banco Central, em Brasília.  23/09/2015   REUTERS/Ueslei Marcelino