Minério de ferro na China tem maior queda semanal desde julho

sexta-feira, 16 de outubro de 2015 09:54 BRT
 

MANILA (Reuters) - Os preços spot do minério de ferro caíram para o menor nível em mais de dois meses, com a maior perda semanal desde julho, conforme um sentimento baixista toma conta de um mercado tomado por um excesso de oferta e demanda fraca da China por aço.

O enfraquecimento do mercado de aço na China tem puxado os contratos futuros do vergalhão em Xangai para o menor nível desde o lançamento do produto, em 2009, pesando sobre os preços de sua matéria-prima, o minério de ferro, que perdeu um quarto neste ano e caminha para o terceiro ano de baixa.

No entanto, usinas chinesas ainda não cortaram a produção fortemente, com mais produtores exportando. A produção chinesa de aço bruto tem queda de apenas 2 por cento entre janeiro e agosto.

"Ainda acreditamos que o mercado pode cair, mas enquanto houver apetite pelos embarques, o mercado vai ser interessante", disse um operador de minério de ferro baseado em Xangai. "Apesar das perdas, as usinas seguem produzindo".

Do lado da oferta, mineradoras globais continuam a produzir carregamentos de baixo custo. A Rio Tinto, segunda maior produtora de minério de ferro do mundo, disse que seus embarques no terceiro trimestre subiram 17 por cento, para 91,3 milhões de toneladas, e que caminha para atingir sua meta de 340 milhões de toneladas para o ano.

O minério de ferro para entrega imediata no porto de Tianjin, na China, caiu 0,6 dólar, para 52,60 dólares a tonelada nesta sexta-feira, o menor nível desde o final de julho.

(Manolo Serapio Jr)