Volkswagen cogita cortar trabalhadores temporários, diz conselho

sábado, 17 de outubro de 2015 10:32 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Volkswagen está avaliando a possibilidade de reduzir a quantidade de funcionários temporários como uma das estratégias para arcar com os custos do escândalo das emissões de poluentes, disse neste sábado o conselho da montadora alemã.

Um porta-voz do conselho, grupo de representantes dos trabalhadores dentro da empresa, disse que apoiará esforços para manter os empregos temporários, mas está ciente de que a diretoria tem discutido “cenários diferentes”.

A Volkswagen disse em comunicado que os níveis de vendas e emprego estão imprevisíveis. Na sexta-feira, a empresa reportou entrega menor de automóveis em setembro para a divisão principal e para o grupo como um todo, que compreende 12 marcas.

“Se o número de funcionários cair temporariamente, diminuir as horas de trabalho seria uma opção razoável”, afirmou a Volks, acrescentando que a direção está fazendo todo o possível para manter empregos.

Sofrendo após o escândalo de emissão de diesel, a Volkswagen afirmou que cortará até 1 bilhão de euros por ano em investimentos na sua divisão principal.

Alguns analistas dizem que o escândalo pode custar à Volkswagen até 35 bilhões de euros, distribuídos entre adequação de veículos, multas e processos judiciais.

(Reportagem de Andreas Cremer e Jan Schwartz)