Air France vai cortar empregos em 2016 mas aceita negociações, diz CEO

domingo, 18 de outubro de 2015 09:43 BRST
 

PARIS (Reuters) - A Air France vai cortar menos de mil postos de trabalho no próximo ano, menos de um terço das 2.900 perdas de empregos previstas em um plano para 2016/2017 que desencadearam conflitos com alguns funcionários neste mês, disse o presidente-executivo da empresa Air France-KLM neste domingo.

Os cortes de empregos em 2016 serão demissões voluntárias e as perdas de postos em 2017 podem ser evitadas se as negociações em curso com sindicatos levarem a um acordo sobre medidas alternativas para economizar até o início do próximo ano, afirmou Alexandre de Juniac em uma entrevista.

(Reportagem de Gus Trompiz e Sophie Louet)