Ações asiáticas permanecem perto de máxima de 2 meses com dados da China

segunda-feira, 19 de outubro de 2015 08:03 BRST
 

Por Saikat Chatterjee

HONG KONG (Reuters) - As ações asiáticas permaneceram perto das máximas de dois meses nesta segunda-feira com novos dados da China mostrando que a economia está desacelerando mas ainda assim conseguindo tranquilizar os investidores de que ela não corre o risco de um pouso forçado.

Às 7h58 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,26 por cento, movendo-se em um pequeno intervalo nesta segunda-feira na sequência dos dados chineses. O índice caminhava na direção de sua melhor performance mensal desde fevereiro de 2012.

Embora os dados do crescimento chinês no terceiro trimestre tenham sido os mais fracos desde a crise financeira global, ainda foram melhores do que o mercado esperava, indicando que as medidas de estímulo recentes estão surtindo efeito.

"Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) são melhores do que o esperado. Isso pode significar que os estímulos anteriormente anunciados, como investimentos em infraestrutura, estão começando a funcionar", disse o estrategista da Kaiyuan Securities Yang Hai. "O mercado está se tornando otimista, contra um pano de fundo de ampla liquidez."

Ampliando o otimismo estavam as crescentes apostas de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, vai adiar sua primeira elevação da taxa de juros desde 2006 para o próximo ano, encorajando investidores a buscarem barganhas entre as ações asiáticas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,88 por cento, a 18.131 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,04 por cento, a 23.075 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,11 por cento, a 3.387 pontos.   Continuação...