Condições de empréstimo melhoram para empresas da zona do euro com estímulo do BCE

terça-feira, 20 de outubro de 2015 10:33 BRST
 

Por Francesco Canepa

FRANKFURT (Reuters) - As condições de crédito para as empresas da zona do euro melhoraram mais que o esperado no terceiro trimestre de 2015, com bancos cheios de dinheiro do banco central competindo por clientes, mostrou nesta terça-feira pesquisa do Banco Central Europeu (BCE).

Os bancos disseram que estão usando a liquidez adicional proveniente do programa de compra de ativos do BCE de 60 bilhões de euros por mês para conceder empréstimos, fornecendo algum conforto à autoridade monetária no momento em que busca evidências de que seu esquema de estímulo está sendo repassado para a economia apesar da inflação anêmica.

O total de 4 por cento dos que responderam à Pesquisa de Empréstimo Bancário do BCE disseram que aliviaram os padrões de crédito para empréstimos a empresas, mais do que esperavam três meses antes, e esperam continuar fazendo isso no último trimestre do ano.

"O programa de compra de ativos teve impacto líquido de alívio sobre os padrões de crédito e particularmente nos termos e condições de crédito", informou o BCE em sua pesquisa trimestral com os 141 maiores bancos da zona do euro.

"Esse impacto de alívio foi maior para empréstimos a empresas."

Os padrões melhoraram principalmente no crédito para empresas de médio e pequeno porte, que compõem a estrutura da economia da zona do euro.