Vale tem prejuízo de R$6,66 bi no 3º trimestre com impacto cambial

quinta-feira, 22 de outubro de 2015 14:12 BRST
 

Por Marta Nogueira e Gustavo Bonato

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale registrou prejuízo líquido de 6,663 bilhões de reais no terceiro trimestre, principalmente devido ao efeito contábil da forte desvalorização do real ante o dólar em sua dívida e em meio aos baixos preços do minério de ferro.

O prejuízo é quase duas vezes maior que as perdas registradas no mesmo trimestre do ano passado, de 3,381 bilhões de reais, segundo relatório financeiro publicado pela maior produtora global de minério de ferro nesta quinta-feira.

Em dólares, o prejuízo da Vale no trimestre foi de 2,117 bilhões, em linha com pesquisa da Reuters com sete analistas, que projetou prejuízo médio de 2,28 bilhões de dólares.

A desvalorização do real ante o dólar no período de 28,1 por cento produziu, principalmente, segundo a Vale, perdas não caixa de 6,221 bilhões de dólares no lucro antes do imposto de renda. As perdas são contabilizadas ao converter a maior parte das dívidas da empresa, que estão em dólar, para a moeda brasileira.

"Tivemos muita volatilidade no mercado de câmbio no Brasil com a desvalorização muito significativa do real brasileiro que fechou o trimestre a 3,97 com impacto sobre as contas de balanço da companhia de forma importante, justifica, dessa forma, o prejuízo que a companhia registrou no trimestre", afirmou o diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores da Vale, Luciano Siani, em vídeo publicado no site da companhia.

O analista do Citi Alexander Hacking afirmou que o "principal aspecto positivo" do balanço foi uma redução de 2,3 bilhões de dólares na dívida líquida em dólar da companhia, que teve a contribuição da venda de ativos.

MINÉRIO DE FERRO   Continuação...

 
Sede da Vale, no centro do Rio de Janeiro.   15/12/2014   REUTERS/Pilar Olivares