Lucro da Hyundai cai 23% no 3º trimestre por pressão da China e descontos

quinta-feira, 22 de outubro de 2015 16:05 BRST
 

SEUL (Reuters) - A Hyundai Motor disse que seu lucro líquido caiu 23 por cento no terceiro trimestre ante o ano anterior, ficando abaixo das expectativas, conforme a montadora sul-coreana absorve o impacto da desaceleração das vendas na China e agressivas campanhas de descontos.

A Hyundai, classificada junto com a afiliada Kia Motors como a quinta maior montadora do mundo em vendas, disse que o lucro líquido de julho a setembro caiu para 1,2 trilhão de wons (1,1 bilhão de dólares), ante 1,5 trilhão de wons no ano anterior. A estimativa média de 12 analistas pesquisados pela Thomson Reuters era de um lucro de 1,5 trilhão de wons.

A empresa foi atingida por vendas fracas na China e nos Estados Unidos, seus dois maiores mercados, e o resultado marcou o sétimo trimestre consecutivo de queda no lucro. A Hyundai e a Kia reduziram os preços dos veículos utilitários esportivos na China após as vendas terem sido especialmente atingidas por uma desaceleração acentuada no maior mercado automotivo do mundo.

A competição, guiada por oscilação de moedas, também se intensificou para a Hyundai. "Durante o terceiro trimestre, as empresas japonesas utilizaram o iene fraco para focar no marketing dentro dos Estados Unidos. Aumentamos os incentivos (para vendas) em resposta", disse o diretor financeiro Lee Won-hee durante uma conferência telefônica.

Lee disse que as vendas da Hyundai na China irão se recuperar no quarto trimestre, impulsionadas pelo lançamento de novos modelos. Mas ele disse que a queda das moedas de países emergentes e do euro no terceiro trimestre anulou o benefício para a Hyundai da queda do won ante o dólar, de cerca de 12 por cento ante o mesmo período do ano passado.

(Por Sohee Kim e Joyce Lee)