24 de Outubro de 2015 / às 00:10 / 2 anos atrás

Conselho da Petrobras aprova venda de 49% da Gaspetro para Mitsui por R$1,9 bi

Funcionário pinta tanque da Petrobras em Brasília. 30/09/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta sexta-feira a venda de 49 por cento da subsidiária Gaspetro por 1,9 bilhão de reais para a Mitsui Gás e Energia do Brasil, subsidiária integral da japonesa Mitsui, com fechamento do negócio previsto para dezembro de 2015, segundo fato relevante.

A conclusão da transação está sujeita a determinadas condições, incluindo a aprovação pelos órgãos competentes.

As informação haviam sido antecipadas à Reuters, mais cedo, por uma fonte com conhecimento direto do assunto.

Para a realização da venda, o Conselho autorizou a cisão parcial da Gaspetro, tornando a empresa uma holding que consolidará as participações da Petrobras nas distribuidoras de gás natural.

Foi criada ainda uma nova subsidiária integral da Petrobras (Petrobras Logística de Gás S.A.) com a finalidade de receber os ativos e passivos não relacionados ao negócio de distribuição de gás natural segregados da Gaspetro.

As negociações com a Mitsui foram informadas pela Petrobras em setembro, mas na ocasião ainda dependiam de aprovação pela diretoria e Conselho.

A operação integra o programa de desinvestimentos previsto no plano de negócios da companhia.

A empresa tem como meta desinvestir 15,1 bilhões de dólares no biênio 2015 e 2016, sendo 700 milhões de dólares em 2015 e 14,4 bilhões de dólares em 2016.

O Conselho aprovou ainda que a diretoria executiva da empresa busque um parceiro estratégico para a subsidiária BR Distribuidora.

Em uma reunião que durou mais de 10 horas, segundo a fonte da Reuters, foi apresentada nesta sexta-feira ao Conselho uma lista de empresas interessadas em adquirir a BR Distribuidora, dentre chinesas, companhias do setor de petróleo e da área financeira.

“Tem muitas empresas interessadas, a lista é surpreendente”, afirmou a fonte, que falou na condição de anonimato.

A venda da subsidiária de combustíveis da estatal, porém, não deve ser concluída neste ano, disse a fonte, que informou que nesta sexta foi definido um cronograma para os próximos passos a serem tomados em relação a BR Distribuidora.

A área de Novos Negócios da Petrobras vai assumir a responsabilidade a partir de agora e dar prosseguimento às negociações com as companhias interessadas na BR Distribuidora. Antes o tema estava sendo tratado pela Diretoria Financeira.

A Petrobras publicou ainda em comunicado nesta sexta a decisão de adiar por tempo indeterminado o processo de registro de companhia aberta e de registro da oferta pública de ações da BR Distribuidora, “diante das condições adversas do mercado de capitais”.

Os processos para o chamado IPO da BR Distribuidora haviam sido autorizados pelo Conselho em agosto.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below