ENTREVISTA-BTG Pactual vê expansão no México diante de dificuldades no Brasil

terça-feira, 27 de outubro de 2015 08:57 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O BTG Pactual, maior banco independente de investimento da América Latina, planeja se expandir em renda fixa e no setor de energia do México, afirmou o novo presidente do conselho da unidade.

Guillermo Ortiz, 67, que foi indicado presidente do conselho da unidade do BTG no México na semana passada e inicia no posto em 2016, tem grandes planos para o banco no país, em um momento em que a instituição se diversifica fora do turbulento mercado brasileiro.

O BTG lançou operações no México em 2013 e expandiu-se para serviços de corretora, gestão de ativos e private banking. Apesar disso, a unidade tem apenas 40 funcionários e não aparece no lucro global do banco, que somou cerca de 291 milhões de dólares no segundo trimestre.

"O desafio aqui é crescer os negócios para um tamanho que seja compatível com o do país", disse Ortiz sobre as operações mexicanas do BTG, que ele afirmou que já são lucrativas sob o comando do presidente-executivo Javier Artigas.

Ele afirmou que o México é parte da estratégia global do BTG para tornar-se um "banco global e competidor dos principais bancos de investimentos no mundo".

Ortiz foi presidente do banco central do México até o final de 2009, presidente do conselho do Banorte, quarto maior banco do México; e vai continuar sendo conselheiro do Banorte até o final do ano. Ele afirmou que recentemente trabalhou em projetos para a petrolífera estatal Pemex e para a elétrica mexicana CFE, e vê mais oportunidades no setor de energia.

Ortiz também citou potencial sobre o recém-lançado veículo de investimento em infraestrutura do México, conhecido como "Fibra E", que permite que companhias emitam títulos garantidos por ativos de infraestrutura.

"O novo setor para o BTG no México deve ser o setor de energia, que está aberto", disse Ortiz, acrescentando que a Pemex em particular precisa vender ativos para lidar com dívida elevada.

(Por Anna Yukhananov)