Governo prepara nova proposta para apoiar hidrelétricas afetadas por seca, diz fonte

terça-feira, 27 de outubro de 2015 16:22 BRST
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia trabalha em conjunto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para apresentar em até dez dias uma nova proposta para apoiar as hidrelétricas do Brasil após dois anos de perda de faturamento devido à seca, afirmou à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto.

O governo busca encontrar rapidamente uma solução que agrade ao setor, uma vez que a indefinição tem gerado desconfiança entre os investidores interessados no leilão de hidrelétricas existentes previsto para novembro, de acordo com a fonte do setor privado, que falou na condição de anonimato.

A solução delineada deverá facilitar a contabilização do apoio às hidrelétricas no balanço das geradoras, o que tornaria a proposta mais atraente e facilitaria a adesão.

"O governo acredita que nos próximos dez dias deve ter uma solução que agrade aos agentes", disse a fonte. "Deve vir na próxima reunião de diretoria (da Aneel), ou talvez até em uma reunião extraordinária."

O governo iniciou negociações com as elétricas sobre uma compensação à perda de faturamento das usinas hídricas ainda em junho, e o assunto já foi alvo de quatro audiências públicas na Aneel, ainda sem um consenso.

Os investidores em hidrelétricas possuem atualmente liminares que os protegem de novas perdas na hora da liquidação financeira de diferenças entre geração e consumo das usinas, nas quais vinham sofrendo desde o ano passado devido à seca.

Como a falta de chuvas faz a operação do sistema priorizar o uso de termelétricas para guardar água nos reservatórios das hidrelétricas, essas usinas precisam comprar energia mais cara no mercado de curto prazo para cumprir seus contratos.

  Continuação...