Wall St cai por incertezas sobre juros e resultados corporativos

terça-feira, 27 de outubro de 2015 19:03 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira por incertezas sobre a perspectiva para taxa de juros nos EUA e por resultados decepcionantes da Ford e de outras empresas.

O índice Dow Jones caiu 0,24 por cento, a 17.581 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,26 por cento, a 2.065 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,09 por cento, a 5.030 pontos.

Dados mostrando que planos de investimento de empresas caíram pelo segundo mês seguido em setembro reforçaram o tom negativo.

As ações da Apple caíram 0,6 por cento, a 114,55 dólares, antes da divulgação dos resultados corporativos.

Os papéis da Ford recuaram 5 por cento, a 14,89 dólares, após o resultado trimestral frustrar expectativas, enquanto as ações da JetBlue Airways caíram 3,2 por cento, a 25,36 dólares, após a empresa informar que vai ganhar menos dinheiro por milha em outubro do que um ano antes.

O Federal Reserve, banco central dos EUA, iniciou sua reunião de dois dias de política monetária nesta terça-feira. Apesar de as expectativas de alta de juros nesta semana serem mínimas, investidores estão procurando por pistas sobre quando o Fed vai começar a elevar os juros.

"Esta noite é a Apple e isso vai ser uma grande guia, e é provável que seja por isso que o mercado esteja meio fraco hoje, aliado ao fato de que vamos ter o comunicado do Fed amanhã. Isso vai ser avaliado de todas as formas possíveis", disse o vice-presidente sênior da BB&T Wealth Management, Bucky Hellwig.

Lançando mais dúvidas sobre se o Fed vai elevar a taxa de juros este ano, dados mostraram que os pedidos por bens de capital excluindo defesa e aviação, um dado acompanhando de perto como indicador de planos de gastos empresariais, caíram no mês passado após uma queda em agosto.

A queda dos preços do petróleo pesou nas ações de energia e o índice do setor no S&P 500 recuou 1,2 por cento, liderando as perdas setoriais no S&P.