Compradores chineses suspendem importações de grãos secos de destilaria dos EUA

quarta-feira, 28 de outubro de 2015 10:47 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Chineses suspenderam temporariamente a compra de grãos secos de destilaria (DDGs) dos Estados Unidos em meio a preocupações de que Pequim possa lançar uma nova investigação antidumping sobre as importações desse ingrediente de ração, disseram fontes da indústria.

A China é principal comprador de DDGs, um subproduto do etanol de milho que é usado por fábricas de rações como um substituto para o milho e farelo de soja.

O país asiático importa quase todas as suas necessidades a partir dos Estados Unidos, o maior exportador, com um valor total atingindo 1,6 bilhão de dólares até agora este ano.

"Os compradores pararam de encomendar novas remessas. Eles estão preocupados com a investigação antidumping", disse um operador de uma trading internacional, que não quis ser identificado.

Outro comprador chinês também confirmou que não faria quaisquer novos pedidos até que a situação ficasse clara.

Duas fontes da indústria disseram que as empresas chinesas de etanol apresentaram um pedido de antidumping ao Ministério do Comércio da China na semana passada.

O ministério não respondeu ao pedido da Reuters para confirmação.

O ministério iniciou, no final de 2010, uma investigação antidumping sobre as importações dos DDGs dos EUA e mais tarde ampliou a apuração antes de abandoná-la em meados de 2012. A investigação levou a uma desaceleração das importações pela China naquela época.

(Reportagem de Niu Shuping e David Stanway)